Documentos

Comunicado Conjunto do Grupo Ampliado,
à margem da Cúpula do G8

Berlim, 7 de junho de 2007

Os Chefes de Estado e/ou de Governo do Brasil, da China, da Índia, do México e da África do Sul reuniram-se esta tarde em Berlim, Alemanha, a convite do Presidente do México, Felipe Calderón. O propósito do encontro foi compartilhar perspectivas e encontrar convergências sobre os temas que discutirão amanhã em Heiligendamm, durante as sessões do diálogo ampliado da Cúpula do G8, bem como trocar impressões sobre vários temas internacionais relevantes. Os cinco países também participaram das Cúpulas do G8 em Gleneagles (2005) e São Petersburgo (2006).

O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Brasil, o Presidente Hu Jintao, da China, o Primeiro-Ministro Manmohan Singh, da Índia, o Presidente Felipe Calderón, do México, e o Presidente Thabo Mbeki, da África do Sul, reafirmaram sua convicção comum de que os países em desenvolvimento devem participar mais ativamente na consolidação de estratégias e iniciativas que lidem efetivamente com os desafios de um mundo globalizado e crescentemente interdependente. Concordaram em que seus cinco países, baseados em sua inegável força política e econômica, podem contribuir decisivamente para aumentar a participação dos países em desenvolvimento nesse processo.

Sobre as questões a serem discutidas em Heiligendamm com os países do G8, os líderes notaram, com satisfação, as oportunidades para colaboração nos campos de investimentos transfronteiriços, pesquisa e inovação, mudança do clima, energia e desenvolvimento. A visão de consenso foi a de que todos esses desafios devem ser tratados a partir de uma perspectiva bilateral, regional e multilateral, levando-se em consideração interesses e capacidades dos diferentes Estados.

Durante suas conversações, os líderes também apresentaram suas idéias sobre certos tópicos de particular relevância para os países em desenvolvimento, tais como governança global, comércio internacional, biocombustíveis, migrações e cooperação Sul-Sul.

Na reunião de Berlim, os líderes compartilharam pontos de vista sobre o futuro de sua participação no Diálogo Ampliado e sobre a conveniência de assegurar coordenação e seguimento das discussões entre os cinco países. Os líderes concordaram em manter consultas, em bases regulares, sobre assuntos de interesse comum e para coordenar suas posições. Para esse fim instruíram seus Ministros das Relações Exteriores a se encontrarem à margem da próxima Assembléia Geral das Nações Unidas.

Os Chefes de Estado e/ou de Governo expressaram seus agradecimentos à Chanceler Merkel pelo convite para participarem da Cúpula do G8 em Heiligendamm.

Os líderes dos cinco países encontraram-se anteriormente à margem da Cúpula de Gleneagles, a convite do Presidente Mbeki, da África do Sul, e da Cúpula de São Petersburgo, a convite do Presidente Lula, do Brasil.

Source: Ministério das relaçòes exteriores, Brasil